quinta-feira, 24 de setembro de 2009

P244-O nosso almoço e o aniversário do Zé Pires

Pois é verdade, o "Pirex" o nosso tabanqueiro mais alegre e sobretudo ruidoso, fez anos na terça passada e na quarta não quis faltar à tradição e levou um enorme bolo de aniversário.
Foi um aniversário não anunciado aqui no blogue e talvez por isso estivemos menos na quarta passada, 21 mesmo assim marcaram presença no convívio sempre animado.
No final o nosso amigo Zé Manel presenteou-nos com umas magníficas uvas da Quinta Senhora da Graça que nos deliciaram a todos
Segue-se a reportagem fotográfica da autoria dos nossos fotógrafos de serviço, Manuel Carmelita e Jorge Teixeira-Portojo.


O matosinhense de gema Jorge Cruz e Sr. Rolando a posarem para a posteridade


Duas caras felizes a fazerem adivinhar a boa disposição reinante

Em primeiro plano o Zé Rodrigues o Guimarães e o Antero. Mais atrás o João Rocha e o Barbosa




As uvas da Quinta da Graça que nos deliciaram os sentidos graças à generosidade do Zé Manel que nunca se esquece de nós

P243- Noticias da Clinica Pediátrica de Bor

Recebemos hoje noticias do Dr. Augusto Bidonga relativas à nossa 1ª encomenda de medicamentos para aquela organização. Aqui vai na íntegra o email recebido e as fotos que o Dr. Augusto enviou.

Caríssimos amigos da Tabanca;Dispenso comentários, acho melhor convidar-vos a ver as imagens anexas a estas linhas, talvez será fácil chegar à conclusão. A caixa chegou na segunda feira passada, depois de ter recebido um sms do Xico; não respondi porque queria enviar-vos imagens. Também mando uma foto com o eco cardiografo, oferta do professor Almeida Santos do HSJ, a quem devemos um email. Como podem ver, ja não somos tão desprotegido,podendo contar com amigos como vocês. Um forte abraço e cumprimentos das crianças de Clínica Bor.



quinta-feira, 17 de setembro de 2009

P241-Mensagem do Dr. Augusto Bidonga

Recebemos esta semana uma mensagem do Dr. Augusto Bidonga, director clínico da Clínica Pediátrica de Bor, agradecendo a nossa disponibilidade para com aquela Instituição tão carenciada.

Aqui fica o registo :



Caros amigos da TABANCA;
A Clinica Bor està infinitamente agradecido com o gesto que têm vindo a fazer, pois é uma grande fortuna encontrar amigos como voces. Queremos fazer-vos saber de que a vossa ajuda é bem-vinda e será usada para aqueles meninos mais necessitados.


Um grande abraço.

Augusto



Meu jovem amigo Dr. Augusto Bidonga. Ceio que transmito o pensamento de todos os tertulianos que semanalmente contribuem para ajudar aquela Clínica, que somos nós que nos sentimos lisonjeados por podermos ajudar crianças doentes aí em Bissau com o nosso pequeno contributo

Álvaro Basto

P240-Os 35 anos do regresso do nosso MORTO-VIVO


Pois esta última quarta-feira tivemos mais uma festa de aniversário mas desta vez bem original.
Fazia (ou faz hoje dia 17, mais precisamente) 35 anos que o António Silva Batista regressou do seu cativeiro de mais de dois anos.

Foi o dia do seu segundo aniversário pois nesse dia o Batista renasceu. Pode dizer-se mesmo que renasceu das cinzas já que há mais de dois anos que estava morto. Assim se pensava.

Ainda bem que o Batista voltou para o nosso seio para poder pelo menos semanalmente confraternizar connosco e esquecer aqueles dois anos que passou num cativeiro injusto sem nunca ter disparado sequer um tiro. Era o drama de tantos e tantos que na altura eram obrigados a participar numa guerra que não era deles, a fomentar ódios sem saber razões e a sofrer no corpo as dores de uma injustiça que não compreendiam.

Quando trouxemos o Batista para o nosso seio, duas coisas lhe prometemos: uma era que o ajudaríamos a obter uma pensão de prisioneiro de guerra mais que merecida e outra foi que todas as quartas feiras ele teria livre trânsito na Tabanca Pequena de Matosinhos e nada pagaria até obter a sua merecida pensão de prisioneiro de guerra. Era uma homenagem que todos os camaradas que participam no almoço lhe prestariam por aqueles injustos mais de dois anos de cativeiro.

O almoço decorreu animado e participado como sempre. 31 Tertulianos estiveram presentes e fielmente contribuíram com a sua alegria para mais um momento de desintoxicação de espíritos.

Fica aqui a reportagem fotográfica e um pequeno filme da autoria do Manuel Carmelita. Uma nota especial para mais uma cara nova que apareceu, o Manuel Almeida que esteve em Bula.

video



o Batista feliz no nosso meio

Três fundadores da Tabanca Pequena de Matosinhos, o Zé Teixeira, O Delfim Santos e o Xico Allen

O Man. Teixeira o Carvalho e o Barbosa


O Jorge empolgado na defesa dos seus argumentos e o Victor a fazer contas pelos dedos


O nosso tesoureiro Álvaro Basto sempre atento para que ninguém dê o golpe

O Manuel de Almeida, a cara nova da semana, que esteve em Bula no BCAV 1915 a assinar o livro de honra






sexta-feira, 11 de setembro de 2009

P238- Mais uma quarta feira animada

Esta última quarta-feira não foi excepção.
36 tertulianos confraternizaram, de forma bem alegre e....ruidosa.
Foi muito agradável rever algumas caras que não víamos há algum tempo, como o Custóias ou o Albano.
O Barbosa que não pode estar presente na quarta feira a seguir ao seu aniversário, não deixou de cumprir a tradição e trouxe um magnífico bolo para comermos com uma taça de champanhe. Dado o tempo entretanto decorrido, decidiu que seria uma homenagem da sua Companhia à Tabanca de Matosinhos mas o pessoal não foi na treta.... e cantou-lhe na mesma os parabéns (atrasados)
Durante o almoço, o Albano lançou o repto aos presentes para que cada um, aos poucos, levasse o emblema da sua companhia para se afixar nas paredes da Milho-Rei. Excelente esta ideia logo por todos apadrinhada .
Tivemos também a presença de duas caras novas o Egídio Santos da 7920 e o Joaquim Teixeira que esteve em N. Lamego com o Carmelita e com o Lobo.
Fica aqui a habitual reportagem da responsabilidade do Carmelita e do Portojo







O Joaquim Teixeira a ssinar o quadro de honra acompanhado do Albano

O Egídio Santos a assinar o nosso quadro de honra







Comentários para quê se as imagems falam mais que mil palavras.

São sempre assim as nossas quarta-feiras...

Alvaro Basto

P237-O Douro vinhateiro visto pelo PortoJO

Um trabalho feito pelo PortoJO (Jorge Teixeira) que merece destaque especial aqui no nosso Blogue, e que aborda um tema que no domingo passado, encheu de alegria uns tantos "trabalhadores" tabanqueiros que participaram na vindima do vinho branco na Quinta Sra. da Graça na Régua
Para ele os nossos parabéns por este excelente trabalho e para os nossos anfitriões Zé Manel e Luísa, o nosso muito obrigado pela pródiga e infatigável hospitalidade.
Um grande abraço para os dois.
Álvaro Basto




sexta-feira, 4 de setembro de 2009

P235 - A nossa Ajuda Humanitária

Para que possam melhor avaliar o alcance da nossa pequena ajuda humanitária semanal, convido-os a assistirem ao vídeo abaixo que me foi enviado pelo Marques Lopes e que diz bem do que são as carências daquele povo, especialmente na vertente materno infantil.
A reportagem foi feita em Bissau, o grande centro onde tudo conflui e onde tudo falta mas salvo raras excepções, na província as carências são ainda maiores.
Para vossa reflexão aqui vai:


quinta-feira, 3 de setembro de 2009

P232-Vindimas na Régua

Ora aqui está uma notícia que vai de encontro aos desejos de muitos tertulianos da Tabanca de Matosinhos que têm vindo a expressar com muita frequência a vontade de assistirem e sobretudo participarem numa genuína vindima no Douro.

Pois o bem, o nosso querido amigo e tertuliano Zé Manel Lopes e respectiva família convidam todos os que queiram participar numa vindima duriense a estarem presentes por volta das 08h00 (leram bem...08h00 que de manhã é que se começa o dia) na Quinta da Graça em S. João de Lobrigos na Régua no próximo domingo dia 6 de Setembro para ajudarem a colher as preciosas uvas com que se faz aquele néctar que todas as quartas feiras fazem as nossas alegrias e ajudam à boa disposição de todos.

Como nos é oferecido um almoço, é necessário confirmar a presença por telefone ou outro meio junto do Zé Manel (916651640) impreterivelmente até à meia noite de sexta-feira.
Não se esqueçam pois vale de facto a pena e no domingo levantem-se cedo e toca a confraternizar de uma forma diferente.